Geral

Fluxo de Caixa e DRE: o que são e para o que servem

16 de setembro de 2020

Você em algum momento já deve ter ouvido falar sobre fluxo de caixa e DRE na sua empresa, mas certamente não tem total certeza para que eles servem. E fique tranquilo, que você não está sozinho nessa.

É comum que diversos termos técnicos relacionados às finanças dos negócios passem batido, mas cada um tem um papel fundamental na garantia da saúde financeira das empresas. E entre eles, estão o fluxo de caixa e o demonstrativo de resultado do exercício, o DRE.

Para você entender melhor esses dois termos, e como eles são importantes para o seu negócio, confira o artigo a seguir!

O que é fluxo de caixa?

O fluxo de caixa é o dinheiro que entra (flui) para dentro e para fora de sua empresa em um mês. Embora às vezes pareça que o fluxo de caixa só vai para um lado — fora do negócio — ele flui para os dois lados. 

O dinheiro entra de clientes ou clientes que estão comprando seus produtos ou serviços. Se os clientes não pagam no momento da compra, parte de seu fluxo de caixa vem de cobranças de contas a receber.

O dinheiro sai do seu negócio na forma de pagamentos de despesas, como aluguel ou empréstimos, salários, e em pagamentos de impostos e outras contas a pagar.

Pense no fluxo de caixa como uma imagem da conta corrente de sua empresa ao longo do tempo. Se mais dinheiro está entrando do que saindo, você está em uma situação de “fluxo de caixa positivo” e tem o suficiente para pagar suas contas. Se mais dinheiro estiver saindo do que entrando, você corre o risco de ficar descoberto e precisará encontrar dinheiro para cobrir seus saques a descoberto.

Por que o fluxo de caixa é tão importante

A falta de dinheiro é uma das principais razões pelas quais as empresas fecham. Por isso, lidar com problemas de fluxo de caixa é mais difícil quando você está começando um negócio. Você tem muitas despesas e o dinheiro está saindo rápido. E você pode não ter vendas ou clientes que estão pagando. Você precisará de outras fontes temporárias de caixa, como uma linha de crédito temporária, para ter uma situação de fluxo de caixa positiva.

Os primeiros seis meses de uma empresa são um momento crucial para o fluxo de caixa. Se você não tem dinheiro suficiente para sobreviver neste momento, suas chances de sucesso não são boas. Os fornecedores geralmente não dão crédito a novos negócios, e seus clientes podem querer pagar a crédito, o que lhe dá uma “crise de caixa” para lidar. 

O fluxo de caixa também é particularmente importante para negócios sazonais – aqueles que têm uma grande flutuação de negócios em diferentes épocas do ano. Gerenciar o fluxo de caixa nesse tipo de negócio é complicado, mas pode ser feito com diligência. 

É ainda possível que sua empresa tenha lucro, mas não tenha dinheiro. Como isso pode acontecer? A resposta curta é que o lucro é um conceito contábil, enquanto o dinheiro, como observado acima, é o valor na conta corrente da empresa. O lucro não paga as contas. Você pode ter ativos, como contas a receber (dinheiro devido a você por clientes), mas se não puder cobrar o que é devido, você não terá dinheiro.

O que DRE?

A DRE, ou Demonstrativo de Resultados do Exercício, é uma das principais declarações financeiras. O objetivo da demonstração de resultados é relatar um resumo das receitas, despesas, ganhos, perdas de uma empresa e a receita líquida resultante que ocorreu durante um ano, trimestre ou outro período de tempo.

Os valores da demonstração de resultados são mais bem calculados para um período específico de tempo usando o regime de competência da contabilidade. De acordo com o regime de competência, as receitas são os valores ganhos (não o valor do dinheiro recebido), e as despesas são os valores que melhor correspondem às receitas ou foram usados ​​durante o período (não o dinheiro que foi pago).

Principais vantagens da DRE:

  • A demonstração de resultados resume as receitas e despesas de uma empresa ao longo de um período, seja trimestral ou anual.
  • A demonstração de resultados em várias etapas inclui quatro medidas de lucratividade: bruto, operacional, antes dos impostos e depois dos impostos.
  • A demonstração de resultados mede a lucratividade e não o fluxo de caixa.

No contexto dos relatórios financeiros, a DRE resume as receitas (vendas) e despesas de uma empresa, trimestrais e anuais, para o ano fiscal. O valor líquido final e outros números do demonstrativo são de grande interesse para investidores e analistas.

Fluxo de Caixa e DRE: entenda as diferenças

Como você pode perceber, tanto o fluxo de caixa quanto o DRE são documentos que auxiliam o empreendedor a acompanhar toda a questão financeira do negócio. E apesar de ambos terem indicadores em comum, seus objetivos são bastante diferentes.

O fluxo de caixa, por exemplo, permite saber quanto de dinheiro há disponível no caixa em curto prazo. Por sua vez, o DRE permite o acompanhamento do retrato financeiro da empresa dentro de determinado período.

Para compreender melhor, imagine que seu negócio fez uma venda e emitiu uma nota fiscal, sobre a qual incidirão tributos. A quitação dos impostos será feita dentro de um mês. Nesse exemplo, o fluxo de caixa mostrará que você recebeu pela venda realizada, e indicará também uma despesa para o mês seguinte, que serão os impostos. Já o DRE mostrar o imposto registrado no mês vigente, mas como um passivo ainda a ser pago.

Aplique em seu negócio

Agora que você já sabe as diferenças entre fluxo de caixa e DRE, e para que eles servem, os utilize também para ter uma gestão financeira ainda mais eficiente em seu negócio. E saber utilizá-los é importantíssimo para qualquer empresário que deseja o sucesso.

Afinal de contas, eles trazem dados sobre indicadores financeiros da empresa, e usá-los favoravelmente permite que novas oportunidades sejam agarradas. Além disso, permite saber se o negócio está crescendo ou seu faturamento vem caindo cada vez mais.

Como você viu, fluxo de caixa e DRE são de fundamental importância para qualquer negócio, e por isso todo empreendedor que deseja alcançar o sucesso deve dar a atenção devida a eles. E se você quer saber também mais sobre lucro e prejuízo, confira também este artigo sobre o tema, que permitirá que você faça uma gestão ainda melhor da sua empresa. Boa leitura!

atendimento.sardagna

Escrito por:

atendimento.sardagna

Comentários

O futuro do seu negócio depende somente de você.
Dê o próximo passo!